[RESENHA] Procura-se da Giovanna Vaccaro

Hey galera!

Resenha de mais um autor parceiro! Ebaaa! Hoje a resenha será em dose dupla, por que teremos ela escrita e um vídeo também falando bem por cima do livro.

O livro da vez é Procura-se da Giovanna Vaccaro e MEU DEUS: Tô apaixonada por esse livro.

Então, vamos a resenha!

FICHA TÉCNICA

ISBN:  ISBN-13: 9788542805574 ISBN-10: 8542805577

Páginas: 200

Nota: ★★★★★

Sinopse: O tempo que Ariane tem de vida é bem menor do que se imagina. Desde os seis anos, sofre com a doença arterial coronariana, uma deficiência cardíaca genética; rara em pessoas jovens, mas fatal. Mantendo-se com a ajuda de remédios, ela conta com a ajuda de seu pai e de sua irmã Becky. Para agravar a situação, após uma crise de insuficiência cardíaca, ela recebe a notícia de que deverá passar, o mais urgente possível, por um transplante de coração, caso contrário, seus dias estão por um fio. Porém, ela tem uma nova razão para pulsar: seu novo amigo Miles. Ariane se envolve em uma paixão “quase” perfeita – diante do difícil drama que enfrenta! Juntos, eles tentarão encontrar uma saída e farão de tudo para congelar o tempo e eternizar cada segundo que lhes resta, como um extenso fio de esperança que surge a seu futuro tão incerto. (Skoob)

O LIVRO

Pegue seu lencinho, por que Procura-se vai tirar muitas lagrimas de qualquer um que o leia.

Nele nós conhecemos Ariane, uma menina de 17 anos que sobre de Coronariana, uma doença cardíaca que ocorre quando se formam placas nas artérias que alimentam os músculos cardíacos com sangue rico em oxigênio. Essa doença leva a pessoa a sofrer com insuficiência cardíaca e arritmias. Tipo de doença rara em crianças, mas nossa pequena Ariane descobriu com apenas 6 anos que sofria com esses problemas no coração.

E como se não bastasse, Ariane não tem a ajuda da mãe, que largou ela,seu pai e sua irmã mais nova, Becky, para viver em Los Angeles com o Freddie “sem sobrenome”. Para continuar a viver a cada dia ela conta com a ajuda daqueles que lhe restaram : seu pai, Becky, sua melhor amiga Callie e “o salvador” (como ela chama o remédio que diminui as dores quando ela passa por uma crise).

Porém, diferente do que normalmente acontece nesses estilos de livro, Ariane leva um vida relativamente normal : ela tem sua melhor amiga, sai para ir a escola, ao shopping e… Enfim, relativamente “bem”.

O fato é, quando começamos a acompanhar sua história descobrimos que a doença da nossa personagem principal avançou. As dores tem se tornado mais frequente e ela sente que não irá viver por muito tempo. A situação se agrava de uma forma que ela terá que passar por um transplante se quiser continuar a viver (Procura-se um coração). E é nesse momento que aparece a pessoa que vai começar a mudar a história : Miles. O menino que era esquisito na 7º série e foi embora pra Indiana de uma hora para a outra. Agora Miles está de volta e completamente diferente. O garoto cresceu e tomou novas feições. De inicio, a única coisa que Ariane faz é admitir que Miles está sim bonito, mas em nenhum momento diz “Eu estou apaixonada por ele.” Ela leva uma filosofia sobre vida amorosa bem diferente do que as personagens femininas normalmente mostram : decidiu escolher em vez de ser escolhida. Ela vive dentro do seu “conto de fadas” onde a princesa não precisa do príncipe, e ela mesmo mata o dragão e foge no cavalo branco (Isso é contado de uma forma bem engraçada).

Tanto é que o primeiro contato de Ariane com Miles se da em uma aula onde Callie não está e Ari tem uma crise. A única pessoa por perto que pode e vai ajuda-la é Miles. Essa situação é o ponto de partida para uma amizade que irá nascer. Os dois acabam fazendo um trabalho de história juntos e isso cria situações onde os dois irão ‘abrir o coração’ e falar sobre algumas coisas mais pessoais, como a família de Miles e a doença de Ariane.

Cada destino tem a sua consequência e a sua é o amor. (Pág. 163)

A amizade cresce a um ponto que ele está disposto a fazer tudo por ela. E quando eu digo tudo, é TUDO MESMO. Por meio de Miles, Ari vai se arriscar mais e até se colocar em uma aventura para rever alguém muito importante do seu passado, tudo isso em busca de salvar sua vida.

[…] Tudo que me mata me faz sentir mais vive,pensei. (Pág. 53)

Falando um pouco sobre alguns pontos diversos, os personagens são muito bem trabalhados. Você consegue se apegar a cada um deles, eles tendo ou não grande importância na história. Muitos deles se completam. Callie , por exemplo, parece estar sempre ligada no 220 e tem as falas mais engraçadas do livro. Becky tem apenas 9 anos e parece um gênio em forma pocket. A menina é super inteligente, mas não perde a fofura de uma criança.

É uma leitura leve e apaixonante. Recomendo muito!!

Acompanhe o Blog nas redes sociais:

Facebook  Twitter Tumblr  Pinterest  Ask  Skoob

Anúncios

2 comentários em “[RESENHA] Procura-se da Giovanna Vaccaro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s