[SESSÃO 42] HQ Star Wars – A Guerra Nas Estrelas (Vol.1)

Hey pessoas!

Minha introdução vai ser pequena e vou dizer apenas que : como assim o Han Solo era um monstro verde?

FICHA TÉCNICA

Páginas: 112

Nota: ★★★★★

Sinopse: Esta é a primeira parte da adaptação do primeiro esboço do roteiro original de George Lucas para o que viria a se tornar Star Wars. Mas esta galáxia distante de muito tempo atrás é diferente daquela que você viu nos filmes. Prepare-se para altas aventuras e duelos de espadas laser, Cavaleiros Jedi, Cavaleiros Sith, uma familiar princesa Leia, um Han Solo muito diferente e uma batalha para derrotar um Império maligno! Incluindo o guia oficial para uma galáxia diferente – o caderno de esboços para o making of de The Star Wars – A Guerra nas Estrelas! Inclui também as edições 1 a 4 de The Star Wars e excertos de The Star Wars 0. (Skoob)

A HQ

Diferente do que eu fiz com A Queda de Murdock, resolvi fazer a resenha dessas HQs separadas. Afinal , são só duas. Por isso, a resenha do primeiro volume foi hoje e a do segundo volume vai ao ‘ar’ segunda que vem,na outra Sessão 42 (que seria gameplay,mas…).

É bom falar que esse encadernado contem as histórias do esboço original que o nosso amado George Lucas escreveu para o que seria o Star Wars. Então, a história da HQ não é totalmente a história que conhecemos nos filmes. Os pontos principais se mantem: Sith contra Jedis,os rebeldes,o novo Império e personagens como C3-PO e R2 foram os que se que se mantiveram mais intactos, tendo algumas de suas falas do esboço original colocadas no filme.

Mas enfim, sobre o que é a história contada nesses HQs? Temos os Jedi-Bendu, um grupo de guerreiros que serviam como guarda-costas pessoais do Imperador. Foram eles que levaram o Império para toda a Galáxia. Isso,claro, até aparecer os Cavaleiros Sith. No tempo em que a HQ se passa, os Jedi foram extintos um a um pelo Novo Império.

Nessa história, nosso querido Luke Skywalker é um senhor de cabelos brancos e lembra muito Obi-Wan.

O mocinho que iremos acompanhar (e que pessoalmente, me fez gostar ainda mais do Luke do que dele) é Annikin Starkiller, deixado por seu pai sob proteção de Luke, que agora vira seu mestre e professor. Nesse esboço, que parece uma fanfic criada por algum fã maluco de Star Wars, Luke e Leia não tem nenhuma ligação. A Princesa está destinada a ser Rainha, devido a morte de seu pai. Portanto, a vida de Leia é confiada a Starkiller, que deve leva-la a Cathos,para sua proteção.

Mas, como está o cenário onde tudo isso se passa? Bem, a necessidade de proteger a princesa surge do ataque que o Novo Império faz. O objetivo deles é pegar a princesa e matar Luke, que é visto como uma lenda, já que acreditava-se que todos os jedi haviam sido mortos. O cenário em que tudo acontece é o planeta Aquilae, que nos lembra MUITO Tatooine.

Um das coisas que mais surpreende, é o fato de alguns personagens serem bem diferentes do que conhecemos no filmes. Por exemplo, Darth Vader não usa a mascara e não é um Lorde Sombrio Sith,portanto,não faz uso da força. Mas é bom lembrar que de forma alguma isso tira o poder que o personagem tem.

Outra coisa que me deixo bem pasma, é o fato do meu queridinho personagem Han Solo não ser um humano e sim um monstro urealliano verde e gigante. Agradeço muito no fim das contas o G. Lucas ter mudado.

Devido a todas essas mudanças, foi muito bom que no final do primeiro volume da HQ o leitor pudesse ver uma parte especial destinada a falar sobre o processo da adaptação do roteiro original para a história em quadrinhos, visto que poderia parecer bem estranhos os fãs lerem uma história que poderia lembrar muito remotamente o Star Wars que conhecemos.

Eu gostei desse primeiro volume, por que quer queira quer não a essência do Star Wars está ali e é interessante ver o que seria a série que nós conhecemos hoje se George Lucas não tivesse mudado o esboço. Além disso, falando sobre a edição, gostei muito dos desenhos e, falando mais especificamente da edição que a Panini lançou, curtir bastante a qualidade das páginas e o fato da capa ser fosca. Isso evita deixar marcas de dedo. Só não gostei da edição por completo por que a capa dela é ‘mole’ e fica dobrando, o que é bem chatinho. Da a impressão que você não cuida bem da edição. Mas tirando isso, gostei de todo o resto.

É isso galera! 😀 Semana que vem tem o volume dois do encadernado aqui.

“Que a força dos outros esteja com você!”

Acompanhe o Blog nas redes sociais:

Facebook  Twitter ✽ Tumblr  ✽ Pinterest ✽ Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s