TOP 5 – Leituras de 2016 | LIVROS

Chegou aquela época que a gente para e pensa em tudo que conseguimos ler durante 1 ano. Confesso que tive boas leituras nos últimos meses, então resolvi escolher 5 deles para recomendar para vocês! Vamos lá?

obs.1: Leituras desse não são necessariamente de livros lançamentos nesse ano.

obs.2: Os livros estão apontados sem ordem de preferência.

OS SOFRIMENTOS DO JOVEM WERTHER, J. W. GOETHE

divisor

Antes qualquer coisa, aquele pedido básico que faço toda vez que vou falar sobre esse livro : LEIAM! Pronto, depois do aviso e pedido, vamos ao livro.

O sofrimento é algo, muitas vezes, comum na vida das pessoas, e já foi trabalho diversas vezes na literatura. E um dos livros que mais ficou conhecido tratando desse assunto foi Os Sofrimentos do Jovem Werther, do J. W. Goethe. Em Os Sofrimentos do Jovem Werther, lemos cartas escritas pelo próprio Werther, destinadas a um amigo muito próximo chamado Wilhelm.

Por meio das cartas, nós acompanhamos o nascimento de um amor que não pode ser concretizado. Werther conhece e acaba se apaixonando por uma jovem chamada Lotte (ou Charlotte). O único problema, que acaba sendo o maior de todos, é que a jovem já está prometida a um rapaz, Albert. O fato do livro ser narrado em primeira pessoa acaba nos dando uma noção melhor do forma como o amor por Lotte vai tomando conta de Werther, e o consumindo.

No começo do livro, vemos que as cartas do jovem para seu amigo relatam fatos corriqueiros de sua vida, descrevendo as paisagens do lugar onde está e os costumes da população local. Porém, depois que Werther conhece Lotte, sua cabeça é dominada pelo amor e paixão que sente pela jovem, e as cartas para Wilhelm tem uma única temática sempre: Lotte. A partir daí vemos que a cada dia que passa, o amor secreto que sente pela jovem o vai consumindo. Ter que guardar tal ardente paixão o destrói. Nesse ponto, posso descrever Werther como uma pessoa um tanto impulsiva e levada muito facilmente pelos sentimentos. Ele se doa demais, se entrega demais ao amor que sente por Lotte.

O sofrimento em excesso pode tirar a sanidade da pessoa, e essa questão é muito bem trabalhada no livro. Em alguns momentos Werther questiona se realmente é correto chamar alguém de louco, sem antes conhecer o que levou a pessoa a tomar uma certa decisão, e muitas vezes defende o fato de alguém tirar a sua própria vida por isso.

DIÁRIO DE UM LOUCO, NIKOLAI GÓGOL

divisor

Assim como o sofrimento em excesso pode tirar a sanidade do homem, o amor cego e extremo pode levar uma pessoa a loucura. Essa temática é trabalhada em O Diário de um Louco do Nikolai Gógol. O livro, que é narrado em primeira pessoa, mostra o dia a dia de Aksénti Ivánovitch, um funcionário público que tem a simples tarefa de afiar as penas de escrever do Director. Para fugir da vida monótona, Aksenti cria uma vida paralela em sua cabeça, e essa aventura vai se tornando cada vez mais esquizofrênica. O que piora a situação é o fato dele nutrir um amor platônica pela filha do seu chefe, Sophie, e não poder concretizar tal paixão. Por meio das anotações e descrições que ele faz, acompanhamos a evolução da sua loucura.

Quem me acompanha no Hey Ysa desde o começo desse ano sabe que eu sou a louca (olha o trocadilho) e fascinada por livros que falem sobre loucura e o que a mente humana pode chegar a fazer com um individuo. Muito por esse motivo Psicose é o meu livro favorito ever.

Foi por essa paixão por loucura ( e meu amor não explicado por russos e seus livros) que eu resolvi ler  O Diário de um Louco. Me surpreendi. Eu acabo não dando tanta importância para livros e contos pequenos, por que não todo autor que consegue escrever uma boa trama, envolvente e que te deixe curioso, em poucas páginas. Mas Gógol mostrou que isso é possível e em apenas 56 páginas escreveu uma história fantástica, que merece ser lida por todo mundo.

O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON, F. SCOTT FITZGERAld

divisor

Olha outro pequeno em páginas que também surpreendeu pela sua grandiosidade em conteúdo.  Em O Curioso Caso de Benjamin Button, conhecemos Mr. Button, um homem que vê seu sonho de ser pai ir quase por água abaixo quando o primeiro bebê da família nasce com a aparência de um senhor de 70 anos. Com uma barba longa, cabelo branco, pele enrugada e uma postura encurvada, o jovem Benjamin Button não parece nem um pouco com um bebê que nasceu a menos de seis horas.

A situação piora quando o pequeno grande Benjamin começa a ficar mais novo a cada dia que passa. O crescimento peculiar do rapaz trás para ele alguns problemas, tanto em suas relações pessoais como no seu progresso acadêmico.É muito interessante ver as decisões normais da vida, como casar-se com alguém, sendo tomadas por Benjamim. Você é levado a analisar as motivações do personagem, e ver como ele lida com cada situação. É realmente interessante (e muito engraçado).

SETE MINUTOS DEPOIS DA MEIA NOITE, PATRICK NESS

divisor

Conor é um menino com apenas 13 anos, mas com experiência suficiente para lidar com uma vida muito conturbada : tem mãe muito doente, um pai que foi embora para “outra família”, uma avó que não aparece uma avó e um garoto que não o deixa em paz na escola. A situação é tão difícil, que a aparição de um monstro em sua janela – com uma aparência que lembra muito um Groot do mau – não parece ser nada de outro mundo. O monstro gigante aparece sempre sete minutos depois da meia noite e , ao contrário do que muita gente pensaria, não deixa o pequeno Conor com medo.

Por meio de uma história comovente, Patrick Ness nos ensina que nem tudo na vida está em nosso poder, e que muitas vezes nós temos que apenas reconhecer a verdade da situação.

PROTOCOLO BLUEHAND : ALIENÍGENAS, EDUARDO SPOHR, AZAGHAL E JOVEM NERD

divisor

Se você acompanha o Jovem Nerd, este livro deve ter, com toda certeza, todo um sentido a mais. Estamos familiarizados com o nerd dotado de uma inteligencia fenomenal, que atende pelo codinome Bluehand. Mas não sei preocupe! Se você nunca ouviu um Nerdcast e não faz ideia de quem seja esse cara, o prefácio do livro vem trazendo um texto que irá contextualizar você nesse universo.

Logo após apresentar o leitor a arma secreta da nossa sobrevivência, o livro trás um sumário que mostra sua divisão em seis capítulos – conhecendo o inimigo, modus operandi, como combate-los, contato, invasão e vitória – e dois apêndices – os ets na sociedade humana e obras recomendadas.

Alguns pontos que eu gostaria de ressaltar : O livro tem uma qualidade FANTÁSTICA (como todos da Nerd Books). Além disso, ele lembra o estilo daquela série da Bertrand, sobre Star Wars, que é composta pelo Caminho do Jedi mais três livros. Todo o livro tem “rabiscos” e observações escritas “a mão”. Em algumas páginas tem marcas de xícara de café, além delas parecerem estar desgastadas. Isso é fantástico e dá um ar de realidade muito legal. E por fim, o livro tem várias (MUITAS mesmo) citações de filmes, séries e livros muito conhecidos entre os nerds❤

divisor

Já leram algum dos livros citados? Se não, eu SUPER recomendo a leitura de todos! Tem o selo de qualidade Hey Ysa ante perca de tempo haha’

ACOMPANHE O HEY YSA NAS REDES SOCIAIS:

Facebook TwitterInstagram ▲ You Tube ▲ Pinterest ▲ Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s