Meu Coração e Outros Buracos Negros por Jasmine Warga| RESENHA

Talvez eu tenha chorado muito lendo esse livro.

Só talvez.

FICHA TÉCNICA

Obra: Meu Coração e Outros Buracos Negros (My Heart & Other Black Holes)

Autora: Jasmine Warga N° de páginas: 312
Editora: Rocco Jovens Leitores ISBN: ISBN-13: 9788579802683

Sinopse: Um tema amargo, mas necessário. Em Meu coração e outros buracos negros, a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente que aborda, de forma aberta, honesta e emocionante, o suicídio. Aysel, a protagonista, enfrenta problemas com a família e os colegas de escola, como tantos jovens por aí, e, aos 16 anos, planeja acabar com a própria vida. Mas quando ela conhece Roman num site de suicídio, em busca de um cúmplice que a ajude a planejar a própria morte, num pacto desesperado, a vida dos dois literalmente vira de cabeça para baixo. Aos poucos, Aysel percebe que seu coração ainda é capaz de bater alegremente. E ela precisará lutar por sua vida, pela vida de Roman e pelo amor que os une, antes que seja tarde. (Fonte: Skoob.com)

SOBRE O LIVRO

“Passo muito tempo imaginando como seria morrer. Que barulho faz morrer. Se vou explodir como aquelas notas, soltar meus últimos gritos de dor e então ficar em silêncio para sempre. Ou talvez vou me transformar em uma estática sombria quase imperceptível, que só se ouve com muita atenção.

Felizmente, o tema do suicídio tem sido algo cada vez mais comum na literatura – o sucesso de 13 Reasons Why não nos deixa mentir. E por gostar muito de livros que tratam de temas como esse – não apenas o suicídio, mas toda a imensa gama de assuntos que a psicologia abrange – Meu Coração e Outros Buracos Negros estava na minha wishlist de livros para ler esse ano.

Nessa obra emocionante, Jasmine nos apresenta Aysel – uma garota muito inteligente de 16 anos, que após uma tragédia familiar, passa seus dias planejando sua própria morte. Conhecemos também o ambiente que nossa personagem tem de enfrentar todos os dias, com um pai preso por ter cometido um crime horrendo, Aysel tem de suportar comentários indesejados das pessoas na escola, no trabalho, e em qualquer lugar que ela vá – e fazer tudo isso sozinha. Sua mãe, que deveria ajuda-la, não sabe lidar com o fato.

Assim, por mais que Aysel tenha certeza que a melhor solução seja tirar sua própria vida, ela não sabe se consegue fazer isso sozinha. Em busca de ajuda, Aysel acha um site chamado Passagens Tranquilas, que reuni uma comunidade de pessoas que desejam se matar. É nesse site que Aysel encontra seu parceiro da morte, Roman. O adolescente de 17 anos, que também é assombrado por uma tragédia familiar, está decidido a tirar sua vida, e agora, ele pretende fazer isso junto a Aysel.

Apresentada a trama inicial do livro, alguns apontamentos devem ser feitos. A história toda é muito angustiante, por que cada capítulo contém uma contagem regressiva da data escolhida por Roman para o suicídio. E logicamente, a cada capítulo que passa nós conhecemos mais de cada personagem e nos sentimos cada vez mais apegados a eles. Assim, a cada dia que passa e a iminente morte está mais perto, você fica mais angustiado, querendo mudar o que parece já estar decidido a acontecer.

“O problema do suicídio, que a maioria das pessoas não percebe, é ser algo realmente difícil de concretizar. Eu sei, eu sei. As pessoas sempre ficam de mimimi dizendo que “o suicídio é uma saída covarde”. E acho que é mesmo… quer dizer, estou desistindo, me rendendo. Fugindo do buraco negro que é meu futuro, me impedindo de crescer e virar a pessoa que tenho pavor de me tornar. Mas o fato de ser uma saída covarde não garante que vá ser fácil.

“Às vezes, imagino que meu coração é como um buraco negro – tão denso que não há espaço para a luz, mas isso não significa que não possa me sugar para dentro dele.”

Além disso, a forma como a relação entre Aysel e Roman é construída é muito interessante. Os dois estavam quebrados e afastados de todos ao seu redor. Ninguém realmente os conhecida. Ninguém realmente sabia o que se passava com eles, e por isso, na cabeça deles, a única solução era tirar a própria vida. Porém, quando os dois criam uma brecha para que alguém se aproxime, mesmo que seja uma pessoa que tem o mesmo objetivo que eles de tirar a própria vida, isso já é o suficiente para que algumas decisões comecem a ser repensadas. Já é o suficiente para que uma das partes comece a ver que talvez a morte não seja a única solução. É com essa relação construída, que Aysel começa a se questionar o que deve fazer : ir em frente, ou tentar salvar ela e Roman?

“– Então, vamos passear no parquinho? – Uso as palavras que ele usou antes. “Passear” soa muito menos mórbido que: “Onde vamos planejar nossa morte conjunta?”

O livro, além de contar com uma descrição fantástica dos sentimentos de Aysel, os comparando a buracos negros, também conta com várias analogias as leis da física, como a Teoria da Relatividade de Einstein. E não, não se preocupe, esse não é um livro maçante, cheio de comparações difíceis de se compreender. As analogias são feitas de forma equilibrada, e até mesmo poética.

“– Tenho pensado muito na energia do universo. Se a energia não pode ser criada ou destruída, apenas transferida, o que acha que acontece com a energia das pessoas quando morrem?

 

“E o tempo não é constante. Ao menos não o conceito humano de tempo. Einstein teorizou que, quanto mais rápido nos movemos, mais devagar achamos que o tempo se move. De qualquer forma, os relógios ainda vão continuar a andar na mesma velocidade, mas tudo isso depende da percepção do observador.

[…]

– Ponha a mão em um forno quente, e vai parecer uma hora. Sente-se com uma garota bonita por uma hora, e vai parecer um minuto. Isso é relatividade.

Meu Coração e Outros Buracos Negros é um livro que todo mundo deveria dar uma chance uma vez na vida, não só por tratar de um assunto tão delicado, mas por fazer isso de uma forma tão linda e tocante.

ACOMPANHE O HEY YSA NAS REDES SOCIAIS:

Facebook TwitterInstagram ▲ You Tube ▲ Pinterest ▲ Skoob

▁▁▁

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s