Estou lendo… Prometo Perder, do Pedro Chagas Freitas | LIVRO

Desde o lançamento de Prometo Falhar, eu estava louca para ler algum texto do Pedro Chagas. Por sorte, acabei conseguindo sair do Mochilão da Record com seu novo livro, Prometo Perder, e agora não tem mais desculpa para não conhecer um pouco mais sobre a escrita desse autor.

Quando comecei a ler, percebi que ia ser bem difícil fazer uma resenha do livro, então resolvi fazer um post com “Estou lendo…”, falando um pouco sobre o livro enquanto estou lendo.

Nessa obra, que conseguiu ganhar meu coração na primeira página, somos apresentados a uma nova perspectiva do amor, talvez a perspectiva real do amor. Na maioria dos livros, esse sentimento é retratado como algo perfeito – o famoso felizes para sempre. Ou retratado como algo puro. Nunca que em um livro de romance romântico teríamos uma história onde o personagem se casaria com alguém que acabou de conhecer – tipo, a dois minutos – e teria a certeza que a ama verdadeiramente, como nunca amou alguém na vida. E bem… dentre os vários textos que temos nesse livro, nos deparados com um exatamente assim – o meu preferido, sem dúvida.

Somos todos apaixonados e malucos, perdoe a redundância.

A obra é composta de vários textos, não se resumindo a uma narrativa com começo, meio e fim. Temos textos de duas, três páginas… Ou páginas que se resumem a uma linha. Por isso, não existe uma forma de ler o livro: leia da primeira para a última páginas, do final para o começo, abre em um página aleatória e leia. Faça como achar melhor.

Prometo perder.
Prometo por vezes fraquejar, por vezes cair, por vezes ser incapaz de ganhar. Nem sempre conseguirei superar, nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir tão longe como você me pede, de te dar exatamente o que você merecia que eu te desse. O que desesperadamente te quero dar. Nem sempre conseguirei sorrir, também.
Prometo perder.
Prometo ainda me manter vivo depois de cada derrota, resistir ao peso insustentável de cada impossibilidade. Há de haver momentos em que sem querer te magoarei, momentos em que sem querer tocarei no lado errado da ferida. Mas o que nunca vai acontecer é desistir só porque perdi, parar só porque é mais fácil, ceder só porque dói construir.
Prometo Perder.
Porque só quem ama corre o risco de perder; os outros correm apenas o risco de continuar perdidos.
Prometo Perder.
Porque só quem nunca amou nunca perdeu.

Prometo Perder surpreende, ironicamente, por falar do amor como ele realmente é, e não como as pessoas sonhariam que ele fosse. Afinal, como diz o autor, só quem nunca amou nunca perdeu.

É tão simples perceber a inutilidade das palavras quando “morte” tem apenas cinco letras e acaba com tudo.

Sem dúvida, um livro que todo mundo deveria dar um chance.

PROMETO PERDER

Autor: Pedro C. Freitas Nota: 10/10 Págs.: 308
Editora: Verus ISBN: ISBN-13: 9788576865810

Sinopse: A mais recente incursão do escritor português, que é sucesso na internet, por um universo poético e cheio de sensações, do qual leitor algum sairá o mesmo. Em uma viagem intimista e desconcertante, Pedro Chagas Freitas caminha, em Prometo perder, até o interior da emoção: da saudade ao desejo, da rebeldia à submissão, da dor ao amor, nada ficará por tocar. Permita-se sentir. (Skoob)

ACOMPANHE O HEY YSA NAS REDES SOCIAIS:

Facebook TwitterInstagram ▲ You Tube ▲ Pinterest ▲ Skoob

▁▁▁

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s